arrependimento genuíno

Jesus deseja de nós um arrependimento genuíno.

“Durante mais ou menos três horas, a lei do senhor, seu Deus, foi lida para eles. E nas três horas seguintes confessaram os seus pecados e adoraram o Senhor.” (Neemias 9:3)

O arrependimento genuíno vem da verdade revelada. Nós sabemos e entendemos o que Jesus fez por nós, sabemos que Ele nos trouxe vida, mas não podemos deixar com que o sacrifício da Cruz se tornem a desculpa perfeita para pecarmos e depois nos reconciliarmos com Ele.

O povo confessou seus pecados de todo o coração, e a palavra mostra um pouco antes, que eles se prepararam para esse momento. A bíblia diz que eles “se reuniram para jejuar”, e “já haviam se separado de todos os estrangeiros”. Suas vidas estavam quebrantadas diante do Senhor, foi intencional. Devemos tirar um tempo, de purificação, de separação pois assim o espírito santo agira através de nós e se necessário nos constrangerá.

Jesus busca aquele que está quebrantado, Jesus busca um coração com um arrependimento genuíno. E isso fala sobre entregar todas as dificuldades, todos os pecados que não foram vencidos, fala sobre depois de confessar, adorar ao Senhor. Após o povo compreender a verdade, eles adoraram a Deus. Você só adora a Deus quando você o conhece de verdade. E todo esse arrependimento genuíno e adoração vem do relacionamento com o Pai.

Assim como esse povo, devemos nos separar, buscar a Jesus intencionalmente. Entregar tudo a Ele e acima de tudo, adora-lo por quem Ele é, pelo o que Ele fez. Somos amados e salvos não pelo o que fazemos de certo ou errado, mas sim pela Sua misericórdia. Porém o relacionamento com Deus nos torna filhos, e como o Pai é santo, devemos buscar a santidade.

Texto por: Ingrith Marquesoni

© 2016 Igreja Carisma Curitiba | Todos os direitos reservados.
Subir
Siga nos: